Autor
Tópico: O que é uma coleção de relógios p/ você?  
Lobo
Usuário Nivel 5

Postagens: 3285
Registro: 19/8/2005
Local: Campinas - SP - Brasil
Idade: 45 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Usuário sem Página  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 17/2/2006 19:31:00  

Muita gente gasta muito e gasta mal quando se dispõe a fazer uma coleção. Isso acontece porque ainda sabendo pouco ( às vezes nada! ) sobre o assunto se deixa levar pelo entusiasmo. Então compra sem critério qualitativo, compra aleatoriamente e compra verdadeiros problemas. Um dia desperta para o equívoco e se desespera. Pensa: - quanto dinheiro! Não gosto da maioria destas coisas! E agora?
No mais das vezes, para sair do problema começa a vender tudo pelo que derem ou a fazer trocas economicamente prejudiciais à base de 3 p/ 1 ( p.ex.).
Algumas sugestões deste que vos fala e começou estas "trapalhadas" no fim dos anos 70 ( É... alguma estrada eu já percorrí!). São as minhas 10 regras de ouro:
1. Informe-se e pergunte sempre. Informação é poder e se não perguntar não pode devolver.
2. Se a devolução é impossível não compre, a menos que vc saiba exatamente o que está fazendo.
3. Se não estiver apaixonado pela peça não compre. O arrependimento é imediato.
4. Evite comprar relógios para reformar, a menos que se trate de uma raridade. A experiência demonstra que comprar o "inteirão" costuma sair mais barato.
5. Se estiver faltando peças o preço tem de ser lááááá embaixo, pois elas podem ser caríssimas ou virtualmente impossíveis de comprar.
6. Montagens e adaptações nem pensar. Não valem nada. Ou melhor valem como se sucata fossem.
7. Mostrador reformado detona o valor do relógio. Pense muito antes de comprar assim ou de mandar fazer a reforma.
8. Ao comprar relógios caros ( Sempre de boa origem é claro, um processo crime não vale a pena! ) pague em cheque e peça uns dias. Dalí saia correndo para o relojoeiro e faça uma checagem. Se for o caso de devolver e o vendedor criar caso, suste o cheque ( alegue desacerto comercial ) e faça uma notificação cartorária pondo a mercadoria à disposição e explicando os motivos do distrato.
9. Ao fazer rôlo certifique-se de tudo qto possível, pois no eventual arrependimento o sujeito pode já ter vendido a peça que era sua.
10. Se não puder examinar detidamente não compre e na dúvida não compre também. Tudo aparece mais de uma vez. É questão de paciência.
Além disso há uma questão primordial. Pense nisso: o que é uma coleção de relógios p/ voce? Do que voce realmente gosta? Dos sociais, dos cronos, dos militares, dos de bolso, dos divers? Defina-se. Especializando-se voce terá mais informações na área, cometerá menos erros e terá uma coleção coerente da qual dificilmente enjoará. Bí répi.
[]s, Lobo.
Ps. Mais uma coisinha. Evite, tanto qto possível, pagar o valor cheio. Nunca se sabe o dia de amanhã e vender rápido significa, no mais das vezes, vender barato.
Ps2. Se virar TOC, bem.. aí f....!

   
Enéias
Usuário Nivel 5

Postagens: 3826
Registro: 22/2/2003
Local: São Paulo - SP - Brasil
Idade: 44 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  MSN Messenger  Sexo Masculino
 Postado em 17/2/2006 20:06:00  

Boa!

Pena que no meu caso algumas dicas não diminuem o prejuízo do passado. Creio que cometi pelo menos 50% das imprudências possíveis!

Abraços!
Enéias


Pensamento: "mais vale um homem, todavia nunca, do que às vezes, sem comparação, talvez".
   
wilson
Usuário Nivel 5

Postagens: 1751
Registro: 7/4/2004
Local: Abaeté - MG - Brasil
Idade: 36 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 17/2/2006 20:36:00  

Excelente post Lobo !

uma coleçåo tem que ser definida,

como já ganhei, troquei e comprei muito relógio para "recuperar", minha coleçåo
ficou muito variada,
tenho preferência pelos "pockets", cilindros e "key winds", etc.

valeu !


abraços,


wilson

"Sucesso é conseguir o que você quer, felicidade é gostar do que você
conseguiu." (Fausto Gomes)

   
Lobo
Usuário Nivel 5

Postagens: 3285
Registro: 19/8/2005
Local: Campinas - SP - Brasil
Idade: 45 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Usuário sem Página  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 17/2/2006 20:38:00  

Enéias, quantas vc acha que eu cometí em mais de 25 anos até chegar a estas verdades e passar a acreditar nelas? E olha que eu já passei por moedas, cédulas, canetas, automóveis antigos, máquinas fotográficas, móveis antigos, tapetes, etc... Tenho orgulho de poder dizer que sou "puta velha". Já ví de tudo muito, já tomei ferro de tudo que é jeito, tô mais esperto e arisco que jacú, e ainda assim tomo algumas cacetadas. Pequenas é verdade, mas tomo assim mesmo. O problema é que jogo alto e mesmo uma ferradinha ( no contexto ) pode ser um bom prejuízo. Mas não perca de vista seus erros. É com eles que a gente aprende e se sair aprendendo sai "ganhando".
Abraços fraternos,
Lobo.

   
Lobo
Usuário Nivel 5

Postagens: 3285
Registro: 19/8/2005
Local: Campinas - SP - Brasil
Idade: 45 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Usuário sem Página  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 17/2/2006 20:45:00  

Mensagem original postada por wilson Excelente post Lobo !

uma coleçåo tem que ser definida,

como já ganhei, troquei e comprei muito relógio para "recuperar", minha coleçåo
ficou muito variada,
tenho preferência pelos "pockets", cilindros e "key winds", etc.

valeu !


abraços,


wilson


O importante é não perder o rumo e, mais, não ser inopinado. Em geral começamos mesmo sem objetivos definidos. Mas se nos guiarmos pelos nossos sentimentos há um momento em que a coleção, por sí só, vai dizer qual é a direção, pelo simples fato de que nela haverá uma parcela de preferidos.
Claro que relojoeiros e comerciantes tenderão a maior ecletismo, pois suas profissões vão atrair um número de peças variado pelo gênero. Diferente do que ocorre com o "especialista" que só tem olhos p/ o objeto de seu desejo e corre atrás dele.
Forte abraço Wilsão!
Lobo.

   
Adriano
Usuário Nivel 5

Postagens: 9881
Registro: 13/8/2003
Local: São Paulo - SP - Brasil
Idade: 26 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino  Aniversário em 9/5
 Postado em 17/2/2006 21:36:00  

Não sei bem como me defino. Uns dizem que colecionador é aquele que tem um tema específico. Então acho que não sou colecionador e na verdade não me importo em ser ou não, pois o que me importa é o prazer de ter o relógio que gosto e que quero, não importa se segue um tema ou não, não importa se faz de mim um colecionador ou juntador de tranqueiras. Não me importo com o "título" de colecionador. Me importa ser feliz com este hobby. Meu critério é o seguinte: gosto do relógio, acho bonito, vou usar ele, sei o que estou comprando e pensei bem no assunto? Então eu compro.
O que importa para mim é ficar feliz.
Pra mim não adiantaria por exemplo escolher um tema, como "alarmes de pulso", e daí comprar até modelos que são feios pra danar, e que eu não vou usar nunca. Isso não me faz nem um pouco feliz. Seria um exímio e famoso colecionador de despertadores de pulso, mas infeliz.

Agora, reforço uma coisa que disse o amigo Lobo: só compre se estiver mesmo apaixonado pelo relógio. O arrependimento chega rapidíssimo e aí vira aquela coisa de compra e vende no dia seguinte.

Por um lado, o fato de eu estar sempre duro me ajudou a não gastar com relógios que eu não estivesse realmente afim de comprar. Bem no começo, até fiz isso, é verdade, mas hoje não faço mais. Há mais de um ano, todo relógio que comprei é porque estava muito afim e já tinha pensado e repensado zilhões de vezes no relógio, e já havia decido que teria um muito tempo atrás. Apareceram vários relógios muito legais na minha frente, com preços bons, mas que desisti, pois não queria gastar aquilo num relógio que não desse aquele tesão, mesmo que fosse uma peça importante para a coleção. Porque é sempre assim, você fica guardando pra comprar o relógio que quer, e não encontra. Aí aparece uma coisa dessas na sua frente, você compra sem estar com tesão, gasta a grana, e dali dois dias o relógio que sonhava aparece, e você não pode comprar porque gastou a grana. Nunca mais caí nesse erro. Erro este que foi o culpado por demorar tanto para eu ter um Dynamic antigo que queria há tempos. Ficava esperando um, e não aparecia. Aí de frustração comprava uma merda por aí, e dali uma semana aparecia o Dynamic, e eu não podia comprar porque gastei tudo.

Vou citar um exemplo: no MASP vi um Seiko 6139 crono, aquele todo preto (PVD), lindo lindo, novinho, totalmente mint, por um bom preço. É uma puta peça colecionável, uma peça essencial numa boa coleção de cronos Seiko, mas........... estava com a grana contada e não estava com aquele tesão pelo relógio. Pensei um milhão de vezes, mas tomei a correta decisão de não comprar. Fiz bem, guardei o dinheiro e depois peguei um relógio que eu queria de verdade.

E para não dizer que não tenho rumo, tenho sim: Seiko. Mas por mais colecionável que seja o modelo, não compro se eu não gostar dele e se não tiver certeza absoluta de que irei usar. A não ser que o preço seja ridículo, aí sim, vale qualquer coisa. Mas não compraria, por exemplo, um Grand Seiko feioso, mesmo com preço bom, só porque é um Grand Seiko. Prefiro guardar a grana e comprar um Seiko 5 que eu desejo de verdade.
E assim dou rumo à minha coleção. Não me importo em ser regrado, em ter rumo, nem nada. Só sigo o rumo que me der mais prazer, pois é só para isso que servem os relógios. Para nada mais.
Só o que importa é "bi répi" como disse o Lobo!

Abraços!

Adriano


Once is an accident. Twice is coincidence. Three times is an enemy action.
   
jeans
Usuário Nivel 5

Postagens: 2941
Registro: 12/10/2005
Local: Brasília - DF - Brasil
Idade: 33 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  MSN Messenger  Sexo Masculino
 Postado em 18/2/2006 00:09:00  

Para mim, só uma coisa é verdade absoluta : SE NÃO FOR PARA USAR EU NÃO COMPRO!!!
Eu sempre achei estranho coleções que o camarada guarda só para ele e para mostrar para alguns gatos-pingados.

Esses erros citados pelo Lobo, acredito ser quase impossível quem não caiu neles! mas tudo nessa vida é questão de experiência ou cautela, quem age com cautela tem mais tempo para aprender e portanto tem menos prejuízo.

Se todos segurassem seus instintos consumistas(todo colecionador é), e antes de partir para qualquer coleção, seja de qual assunto/tema for, procurasse um fórum especializado e lê-se MUITO para só depois de muito tempo galgando conhecimento iniciasse a coleção, muito dos problemas seriam evitados, mas um ou outro o cidadão acaba caindo, vejam bem, quantos de vocês não compraram um relógio pela internet imaginando ser uma coisa, mas quando teve o relógio em mãos viu que não era nada daquilo que esperava(foto engana), eu não estou falando de relógio detonado não! exemplo : teve um seikinho que eu achava lindo pelas fotos e nunca tive a oportunidade de vê-lo pessoalmente(eu não tenho MASP), só em fotos pela internet, vi várias fotos dele em tudo que era site, mas quando o relógio chegou, eu o achei muito pequeno no pulso(mesmo sabendo das dimensões), e por aí vai...

[]`s

   
Lobo
Usuário Nivel 5

Postagens: 3285
Registro: 19/8/2005
Local: Campinas - SP - Brasil
Idade: 45 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Usuário sem Página  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 18/2/2006 06:09:00  

É... foto é fogo. Há pouco estava muito impressionado ( o que é raro no meu caso ) com um relógio de um amigo que havia me mandado fotos. Parecia lindo, vistoso e NOS. De perto, ou seja ao vivo e a cores, é apenas bonitinho e está near mint.

Também não compro se não for p/ uso. P/ enfeitar estante e prateleira já bastam as coisas que a minha mulher compra!

Também não entendo a neura do "vou comprar porque esse eu não tenho na coleção". Relógio feio tô fora!
[]s, Lobo.

   
GUIMARÃES
Usuário Nivel 3

Postagens: 168
Registro: 8/10/2003
Local: Franca - SP - Brasil
Idade: 43 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 18/2/2006 08:05:00  

Achei muito interessante esta questão colocada pelo Lobo, quanto a definição do tipo de relógio a colecionar.
Pra mim colecionar é se especializar num determinado seguimento e buscar conhecer mais e mais, o resto é juntar quinquilharia.
Posso garantir que estou aprendendo tudo isso aqui no FÓRUM com vocês que já caminharam bastante e possuem a graça do ensinamento aos leigos.

Um grande abraço a todos

GUIMARÃES






Mensagem original postada por Lobo É... foto é fogo.



Há pouco estava muito impressionado ( o que é raro no meu caso ) com um relógio de um amigo que havia me mandado fotos. Parecia lindo, vistoso e NOS. De perto, ou seja ao vivo e a cores, é apenas bonitinho e está near mint.

Também não compro se não for p/ uso. P/ enfeitar estante e prateleira já bastam as coisas que a minha mulher compra!

Também não entendo a neura do "vou comprar porque esse eu não tenho na coleção". Relógio feio tô fora!
[]s, Lobo.


   
sat
Usuário Nivel 5

Postagens: 1362
Registro: 21/5/2004
Local: campo grande - MS - Brasil
Idade: 37 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 18/2/2006 09:50:00  

Eu, que não sou colecionador, já cometi um desses erros.
Comprei meu omega martelo sem saber que precisava ser recuperado.
Quando vi, fazer o quê?
Já tinha pago caro e só me restava recuperá-lo.
Nunca mais recupero o dinheiro investido.
Quer dizer, nunca, não.
Um louco me ofereceu R$ 2.000,00 nele.
Mas não vendo relógios e não vendi este também.
Relógios eu apenas compro para meu uso e para dar de presente, somente cogito vender se achar uma peça mais conservada.
Mas primeiro compro a peça mais conservada.

Abraços,

SANDRO

   
 

2 ] 3 ] 4 ] 5 ]