Autor
Tópico: Relojoeiros X Relojoeiros. Opa! Relojoeiros X Consertadores de Relógios  
TempusVivendi
Usuário Nivel 5

Postagens: 2302
Registro: 28/1/2005
Local: A Oeste de Meca - SP - Brasil
Idade: 53 anos
Dados do Usuário  E-mail do Usuário não disponível  Página do Usuário  Mensagem Privada  ICQ  MSN Messenger  Sexo Masculino
 Postado em 9/7/2006 13:18:00  

Meus amigos eu venho a muito reclamando de relojoeiros e tenho a impressão de que estou malhando em ferro frio. Vou contar uma pequena história que me aconteceu na semana passada.

Tem um relojoeiro no centro de São Paulo, o Jorge que foi me indicado por um colega aqui de Sorocaba, o George. Segundo o George o Jorge não era um grande relojoeiro, mas para serviços simples era bom e o melhor de tudo, a mulher dele é quem fazia o serviço de atendimento e de rua, buscando peças, indo na Sarica, etc..

Tão bem recomendado eu levei ao Jorge alguns relógios para revisão, nada complicado apenas revisão e em alguns o mostrador devia ser retirado para uma reforma na Sarica.

Bom, aí começou meu drama, se eu for contar caso a caso, isso aqui ficará longo e penso que ninguém está a fim de ver seus olhos virarem pinico, trocadilho com os ouvidos. Mas vamos a um único caso.

No meio de tantos relógios contarei a história de um Hamilton de pulso micro-rotor, esse eu ainda não postei. Nesse relógio o Jorge deveria apenas tirar o mostrador para a Sarica colocar uma cifra, pois tinha caído, e também mandar dar um banho, pois no fundo tinha uma dedicatória e o relógio é um dos escolhidos para ficar comigo.

Na minha frente o Jorge desmontou o relógio e tirou o mostrador, levei junto com outros a Sarica e fiquei aguardando. Quando a Sarica devolveu os mostradores eu levei ao Jorge e aguardei até me informarem que ficou pronto.

Dois meses atrás a mulher do Jorge me ligou dizendo que alguns estavam prontos, pedi para meu filho passar lá e me trazer, quando eu vi os relógios não acreditei, de 10 relógios que vieram eu devolvi 9.

O relojoeiro tinha detonado o Hamilton, a tige que era bi-partida foi trocada por uma inteiriça, o banho tinha falhas absurdas. Por telefone falei com o Jorge, e ele bateu pé que a tige era inteiriça.

Com tanto problema, para não aumentar meu nível de estresse dei um tempo para voltar lá. Até que na semana passada eu recepcionei nosso amigo Wilson, como ele queria dar uma batida de perna pelo centro, resolvi passar no Jorge para pegar meus relógios.

Se o Wilson depois de ler isso aqui quiser complementar, falando do Longines, Rolex, Elgin, etc., estará a vontade. Voltando ao Hamilton, me entregaram o bichinho e acreditem a tige saiu na minha mão, continuava inteiriça, a mulher dele disse que eu estava puxando a coroa de modo errado.
O banho estava bom, mas o ponteiro de segundos caiu na frente deles, para eu não me estressar mais peguei meus relógios e trouxe para Sorocaba.

O Wilson veio comigo para Sorocaba, pois ele queria ver uns relógios meus, tomar umas cervejas e jogar conversa fora, só que chegou aqui ele começou a consertar os relógios que eu trouxe do Jorge.

Acreditem numa coisa, sem ferramentas adequadas o nosso amigo Wilson fez uma tige bi-partida para meu Hamilton. Usou um tige semelhante, uma chave de fenda, do qual tirou a lamina e usou como suporte para ela e uma lima para deixa-lá no formato e tamanho corretos.

Depois disso o que eu tenho a dizer, que existem relojoeiros e consertadores de relógios, falei muito.

Abraços,

Paulo


__________________________________
http://www.tempusvivendi.com.br/
Skype: tempusvivendi
Celular: 0xx15.9705-1548
   
slackk
Usuário Nivel 5

Postagens: 1138
Registro: 22/2/2003
Local: Uberlândia - MG - Brasil
Idade: 31 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Usuário sem Página  Mensagem Privada  MSN Messenger  Sexo Masculino
 Postado em 9/7/2006 13:54:00  

Esse é um dos grandes motivos pelo qual só compro relógios novos (com raríssimas exceções), mesmo assim compro muito poucos, pois aqui na minha cidade só tem "consertadores", como vou dar uma revisão num relógio se desconfio que vai ficar pior depois de revisado...?

E pra mim mandar pro Carregalo ou outros profissionais ou mestres é totalmente inviável, devido aos custos, então optei por ter poucos relógios e na maioria novos, infelizmente no interior é assim...

Abraços!
________
Gustavo
   
ESTRELADEDAVI
Usuário Nivel 3

Postagens: 278
Registro: 6/11/2005
Local: JERUSALÉM - SP - IL
Idade: 29 anos
Dados do Usuário  E-mail do Usuário não disponível  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 9/7/2006 14:06:00  

O pior de tudo é que em alguns raros casos até em Assistência Técnica se encontra Consertadores de Relógio

Abraços

Weber

SWISS MADE
   
slackk
Usuário Nivel 5

Postagens: 1138
Registro: 22/2/2003
Local: Uberlândia - MG - Brasil
Idade: 31 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Usuário sem Página  Mensagem Privada  MSN Messenger  Sexo Masculino
 Postado em 9/7/2006 14:19:00  

é... fora a mentalidade tacanha dos donos de assistência e relojoarias daqui...

putz, to revoltado...

Abraços!
________
Gustavo
   
Guilherme
Usuário Nivel 5

Postagens: 1544
Registro: 29/7/2005
Local: São Paulo - SP - Brasil
Idade: 32 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 9/7/2006 14:36:00  

É, isso já aconteceu comigo (mandar o relógio para revisar, e ele voltar pior). No meu caso, o melhor remédio foi manter a calma, encostar o relógio por algum tempo e ,quando não tiver nenhum problema para resolver e sua vida estiver uma maravilha, pegar o mesmo e tentar arrumá-lo em outro lugar.

Abraço,
Guilherme.

   
Gravina
Usuário Nivel 5

Postagens: 1484
Registro: 13/7/2004
Local: República da Mooca - SP - Brasil
Idade: 46 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Usuário sem Página  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 9/7/2006 15:18:00  

Relojoeiro é complicado em qualquer parte do mundo, mais ou menos como são os vendedores de automóveis, os corretores de imóveis, etc., etc., e TAL.........
Em todas as profissões existem os profissionais ruins..............................e os bons, não raras as vezes, pagam o pato por pertencerem àquela determinada categoria............
Até hoje não consegui ver área mais bonita, intrigante e abrangente que o Direito, e como anda o conceito de seus operadores na boca pequena ???..........................

Mais vale um relógio funcionando na mão, que dois consertando!!!
   
slackk
Usuário Nivel 5

Postagens: 1138
Registro: 22/2/2003
Local: Uberlândia - MG - Brasil
Idade: 31 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Usuário sem Página  Mensagem Privada  MSN Messenger  Sexo Masculino
 Postado em 9/7/2006 18:26:00  

O problema é que a relojoaria é uma profissão que exige que os profissionais sejam estudiosos ou mestres e uma grande parte só quer se sustentar e à sua família, não se interessa pela arte na profissão (até porque com relógios quartz de R$30,00 que vendem tanto isso não é tão exigido), dá até pra entender... mas mesmo entre os "consertadores" tem os que sabem de suas limitações (já vi alguns recusarem relógios mecânicos)....

Abraços!
________
Gustavo
   
GUIMARÃES
Usuário Nivel 3

Postagens: 168
Registro: 8/10/2003
Local: Franca - SP - Brasil
Idade: 43 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 9/7/2006 20:57:00  

É Paulo,
A meu ver a profissão de relojoeiro está fadada a acabar, pois raramente vemos jovens interessados em aprender e boa parte são consertadores e trocadores de baterias. Penso que no futuro este tipo de serviço será muito caro.

Guimarães.

   
Guilherme
Usuário Nivel 5

Postagens: 1544
Registro: 29/7/2005
Local: São Paulo - SP - Brasil
Idade: 32 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 9/7/2006 22:56:00  

Não fala isso, vai inflacionar o mercado...

Abraço,
Guilherme.

   
Williams
Usuário Nivel 3

Postagens: 453
Registro: 10/5/2003
Local: Rio de Janeiro - RJ -
Idade: 40 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 9/7/2006 23:12:00  


Concordo com o slackk e com o Guimarães. Quantos relojoeiros cada um de nós conhecemos HOJE?

Acho que no futuno ficaremos mesmo reféns das assistências técnicas.

Agora vocês imaginem: comprar um IWC, ou um Breitling ou um Revue Thommen ou um Tag Heuer, que só são comercializados em UMA cadeia de relojoaria (Natan, Amsterdam Sauer e H. Stern, respectivamente) e, de repente essas lojas deixam de representar tais marcas?

Mandar o relógio ao exterior pra revisá-los vai se tornar inviável!

O que podemos fazer hoje é apostar nas marcas do grupo Swatch, que é o maior grupo relojoeiro do mundo, apenas na esperança de que será menos provável que saiam daqui.

Um abraço a todos.

Williams

   
 

2 ] 3 ] 4 ]