Autor
Tópico: Dizem que existem relojoeiros no Brasil...  
flávio
Usuário Nivel 5

Postagens: 2827
Registro: 18/2/2003
Local: - ?? - Brasil
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 27/10/2004 23:16:00  

Vejam este site, de um relojoeiro certificado pelo AHI:

http://www.historictimekeepers.com/

Ah, quebrou uma mola do "keyless"? Faça uma! Vejam:

http://www.historictimekeepers.com/Settingnew.jpg

Que azar...Uma roda quebrou. Faça uma! Vejam:

http://www.historictimekeepers.com/Wheelsteps.htm


É foda mesmo! Acho que não existem e nunca existirão relojoeiros de verdade neste país, simplesmente porque não há escolas para tal, interesse para tal etc. Ficaremos sempre à mercê das "concessionárias" das marcas. Dizem que os caras das assistências técnicas são ultra-relojoeiros: I&I&y h nenhuma! Os caras só sabem trocar peças e ajustar o relógio! Nem mesmo entendem o que se passa dentro do movimento.
Alguém aqui conhece o Jan, de São Paulo? Onde ele trabalha? Gostaria, sinceramente, que alguém com conhecimento (todos aqui possuem) e que more em Sampa fizesse uma entrevista com o cara. E o Carregalo? Ele é relojoeiro que tem histórias, já fez peças etc. Taí um bom artigo para o site: entrevistar um bom relojoeiro, com fotos e tudo, sobre a sua profissão, desafios que já enfrentou, sobre construção de peças, o que já passou pelas suas mãos que achou interessante etc. Vou maturar isso...
Flávio

   
Enéias
Usuário Nivel 5

Postagens: 3846
Registro: 22/2/2003
Local: São Paulo - SP - Brasil
Idade: 44 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  MSN Messenger  Sexo Masculino
 Postado em 28/10/2004 00:17:00  

O Carregalo nunca considerou produzir peças. O Jan diz que quando precisa ele mesmo desenvolve. Conheço um relojoeiro (da mesma escola do Jan e do Barbosa) cujo nome é José Bártolo. Ele chefiou algumas oficinas, aqui em São Paulo. Na sua relojoaria, que fica na Av. Aratãs, Moema, São Paulo ele tem um panfleto que assevera o seguinte: ele promete pagar em dobro, caso não conserte qualquer relógio que lhe seja entregue, mesmo que tenha que produzir as peças que faltam. O Carregalo trabalhou com ele um bom tempo e poderá confirmar ou não se isto é possível...

Abraços!
Enéias


Pensamento: "não é dos fortes a vitória, nem dos correm melhor, mas dos sinceros e justos, dos que cultivam o amor."
   
Adriano
Usuário Nivel 5

Postagens: 9890
Registro: 13/8/2003
Local: São Paulo - SP - Brasil
Idade: 27 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino  Aniversário em 9/5
 Postado em 28/10/2004 01:24:00  

Pois é, acho uma profissão maravilhosa. Se isso desse mais futuro neste país, eu pensaria seriamente em me arriscar.
O problema é que além disso, não temos escolas. Mesmo as faculdades nos EUA só aceitam normalmente alunos cidadão americanos. Eu teria curiosidade de fazer um curso, como este:

http://www.tp178.com/jd/watch-school/1/article1.html
http://www.tp178.com/jd/watch-school/2/article2.html
http://www.tp178.com/jd/watch-school/3/ws3a.html
http://www.tp178.com/jd/watch-school/4/article1.html
http://www.tp178.com/jd/watch-school/5/article[1a].html
http://www.tp178.com/jd/watch-school/6/article.html


Acho tudo isso fantástico. Gostaria de saber tudo isso, e ter a chance de ser bem sucedido com isso. Mas parece que neste país isso seria só um sonho mesmo.

Me resta ficar brincando de relojoeiro, limpando e lubrificando uns relojinhos.

Mas se eu fosse mais louco, e tivesse quem bancasse, eu saia do país, faria uma faculdade dessa, nos EUA ou Suiça (se é que aceitam um brazuca em qualquer desses lugares), e ficaria lá fora mesmo. Nem que fosse pra virar ajudante do ajudante do ajudante do aspirante a relojoeiro na Omega ou da Rolex e afins. Ou ainda, para virar office-boy de algum mestre independente.
Com certeza teria mais futuro do que como arquiteto nessa porcaria de país.

Abraços!

Adriano


Once is an accident. Twice is coincidence. Three times is an enemy action.
   
Wadley
Usuário Nivel 4

Postagens: 680
Registro: 24/2/2003
Local: Belo Horizonte - MG -
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 28/10/2004 09:58:00  

O que achei legal foi a relojoeira, trabalhando num movimento mecânico, porém, usando um relógio a quartzo digital, acho que é um Timex

Wadley Deotti
   
Jurandir (Jr.)
Usuário Nivel 3

Postagens: 128
Registro: 3/9/2003
Local: Diadema - SP - Brasil
Idade: 35 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 28/10/2004 13:26:00  

Salve Enéias!

Poderia postar o tel e end. desse relojoeiro Sr. José Bartolo?

Abraços e Obrigado...








Jurandir (Jr.)
   
CLÉLIO
Usuário Nivel 3

Postagens: 319
Registro: 30/1/2004
Local: São Paulo - SP - Brasil
Idade: 43 anos
Dados do Usuário  E-mail do Usuário não disponível  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 29/10/2004 22:43:00  


Enéias,

Voce conhece o professor Milton Cestari ? Eu não conheco o trabalho dele, porém conversei com ele certa vez lá na fornitura do sr. Camilo e ele inspira muita confiança. Acredito que ele seja de uma categoria em extinção .

Abs,
Clélio

   
tige
Usuário Nivel 3

Postagens: 157
Registro: 24/5/2004
Local: Imbituba - SC - Brasil
Idade: 42 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  MSN Messenger  Sexo Masculino
 Postado em 30/10/2004 03:43:00  

Salve!
Ola Senhores e companheiros do forum.
Sei que não é facil, pois sei que sou iniciante dos iniciantes e tenho muito caminho a percorrer para chegar onde eu quero, como já postei em outro tópico outro dia, que é especializar-me em restauração e reparos de movimentos mecanicos podendo até mesmo fabricar as peças necessaria para tais movimentos.Tambem tenho interesse em fazer uma universidade destas dos Estados Unidos, Alemanha ou mais importante na "MEKA" dos relógios que é Suiça.Fica aqui o meu pedido a quem puder ajudar-me neste intento, pois não tenho duvidas do que eu quero e de uma forma ou de outra conseguirei realizar meu sonho.Se alguma empresa de manufatura de relógios acessa o nosso forum e puder conseguir um estagio tambem topo.Tudo que possa existir dos amigos do deste forum que possa servir para mim favor entrar em contato.Muito embora esteja fazendo bons progresso nas minhas investigações e estudo, sei que não tenho nem um porcento adiquirido, justamente por falta de opções em cursos e materiais didaticos.Faço minhas as palavras, tão peculiares e oportunas, do Adriano.
e-mail:rei.bas@bol.com.br
Abraços
Tige(Basilio)


Orient,Nivada,Citizen...
   
plfh
Usuário Nivel 5

Postagens: 1543
Registro: 18/6/2004
Local: Curitiba - PR - Brasil
Idade: 45 anos
Dados do Usuário  E-mail do Usuário não disponível  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 30/10/2004 13:19:00  

Em Imbituba não sei , mas em SP o Sindicato dos Trabalhadores Joalheiros do Estado de São Paulo,(Sintra-Jóias) oferecia um curso de relojoeiro mas eles sempre esperam a
formação de um grupo (não sei o número necessário de pessoas) para
iniciar o curso.
O telefone deles era (11) 3106-9122 ou 9123, você tem que passar lá para fazer
a inscrição pessoalmente e depois eles te chamam.
O endereço era : R. Jardim Fransisco Marcos 44 Bela Vista, são Paulo (horário
comercial).
Apesar que vc quer mesmo é curso para restauração mas pode ser um começo..

Abs
Max


   
Alberto Ferreira
Usuário Nivel 5

Postagens: 6645
Registro: 21/2/2003
Local: São Paulo - SP - Brasil
Idade: 62 anos
Dados do Usuário  E-mail do Usuário não disponível  Usuário sem Página  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 30/10/2004 20:09:00  

Salve!

Caro Basílio, como você já deve ter lido aqui, os cursos (sistemáticos, regulares, etc...) para relojoeiros profissionais, infelizmente, são praticamente inexistentes aqui no Brasil.

Ainda mais morando fora de um grande centro (leia-se São Paulo ), eu lamento, mas a coisa fica bem mais difícil mesmo.

Acrescentando ao que o Max informou, eu posso dizer que os cursos "promovidos" pelo Sindicato dos Joalheiros aqui de São Paulo de fato existem, mas ocorrem de forma irregular (eles não têm uma programação digamos anual, etc...) e dependem da disponibilidade de professores, patrocinadores, etc...

Tempos atrás, eu fiz um curso desses.
Ele serviu perfeitamente aos meus propósitos, conhecer os fundamentos do "metier", mas sem ter a pretensão de me tornar um profissional.
Na minha turma haviam técnicos relojoeiros, enviados por pequenas empresas (lojas) para uma "reciclagem", alguns "autônomos" iniciantes e um par de "diletantes", como eu.

Na minha opinião, o curso que eu fiz foi básico e para os que pretendiam tornar-se de fato profissionais, eu creio que deveria ser encarado apenas como um primeiro passo na sua formação.

O nosso professor no tal curso era um técnico relojoeiro sênior da Rolex, ele me disse que a Rolex treina seus próprios profissionais mas que, quando surgem vagas, estes são em geral selecionados entre relojoeiros profissionais interessados.
Eles não teriam, portanto, cursos para iniciantes.

Eu creio que uma alternativa para você seria encontrar aí na sua cidade (ou fora dela) um bom profissional que tivesse o interesse, a paciência e sobretudo a didática para tomá-lo como aprendiz.
A maioria dos nossos relojoeiros foi treinada ou teve os seus conhecimentos aperfeiçoados, desta maneira.

Um abraço,

Alberto Ferreira
   
wilson
Usuário Nivel 5

Postagens: 1751
Registro: 7/4/2004
Local: Abaeté - MG - Brasil
Idade: 36 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 30/10/2004 22:16:00  

Caro amigo Flavio,
Gostaria de agradecer pelo "link" postado, justamente eu tenho aqui em minhas maos um "Marine Chronometer"de1870, o qual ja recuperei algumas peças, mas como esta muito "oxidado", vou precisar trocar algumas peças, vou tentar entrar em contacto com esse site, para ver o que posso conseguir,
o que vc enviou vai me ajudar muito !
estou indo para o Brasil de ferias agora em Novembro e assim que eu voltar vou postar fotos,
agora qnto ao topico que vc menciona, estou de acordo com vc, a maioria dos relojoeiros procura sempre o jeito mais facil de consertar um relogio, ou seja, trocar peças e limpeza, ninguem gosta de fazer um trabalho no qual nao vai poder cobrar muito caro e vai "perder" muito tempo, muitos preferem devolver o relogio e falar que nao conseguiu peças, Ja um relojoeiro dedicado a profissao aceita o desafio !
Eu tento conseguir peças originais primeiro, mas qndo nao consigo, procuro o calibre que esta mais "perto" e faço uma adaptaçao (pivotagem), nao digo que posso "fazer" qualquer peça, mas ja recuperei e "clonei" muitas que funcionaram perfeitamente,
realmente é um trabalho muito delicado e tem que ter muita paciencia e dedicaçao,

No tempo que trabalhei em BH (Barreiro de Baixo) e Contagem (Eldorado) em 1989, morei la 3 anos, conheci um senhor na Rua Sao Paulo que fazia e pivotava peças ( balanços e outras), nao sei se alguem que mora em BH poderia nos informar se ainda esta la essa pessoa (nao me lembro o nome),

Abraços,

wilson
Aruba Island

"Sucesso é conseguir o que você quer, felicidade é gostar do que você
conseguiu." (Fausto Gomes)

   
 

2 ]