Autor
Tópico: Novo movto básico da Seiko, não gostei.  
Sergio Lorenzon
Usuário Nivel 5

Postagens: 1062
Registro: 24/2/2003
Local: Canoas - RS - Brasil
Idade: 42 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 22/10/2005 21:20:00  

A primeira vista parece um movto Orient melhorado com adcional de HW, Hack e RM de 50 horas, espero que a Seiko tenha adotoado um dispositivo de liberaçao do sistema Magic Lever quando se carrega manualmente, sob pena do sistema sofrer um desgaste prematuro com o uso abusivo da carga manual.

abs/sergio



   
Adriano
Usuário Nivel 5

Postagens: 9890
Registro: 13/8/2003
Local: São Paulo - SP - Brasil
Idade: 27 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino  Aniversário em 9/5
 Postado em 22/10/2005 21:46:00  

Eu gostei. Embora sou sincero que eu esperava mais. Na verdade a proposta é ele ser um calibre "mid-grade" e não um básico, sendo este o 7S. A idéia é ele ficar acima dos básicos, pois não havia opção: ou era o 7S, ou eram os Bightz que já pulavam para calibre 6S, 4S e etc.

Sobre a carga, não acho que seja algo muito preocupante. Como costumo ressaltar aqui, o problema não é o desenho do magic-lever, mas o abuso que os relógios sofrem. Com todos os tantos Seiko e Orient que já passaram pela minha mão, os que tenho na coleção, e os que tenho como sucata, só encontrei 2 com problemas graves na carga. Um foi resolvido aumentando a pressão na garra do magic-lever. Outro, um Seiko 6619, estava completamente moido mesmo, não tinha salvação senão trocar tudo. Acho que é uma estatística pequena, e o problema não é no sistema, mas a falta de manutenção somada com um uso intenso. A falta de manutenção por si só não causa problema. O Seiko de meu avô que funcionou 29 anos sem revisão, e o do meu pai que ficou 34 anos sem revisão, não possuiam qualquer desgaste. Estavam com o sistema funcionando perfeitamente. O problema é o relógio fica sem revisão e passar o tempo todo no braço de alguém com grande atividade. Aí o bicho pega mesmo, mas acho até que pegaria em qualquer relógio. Então não considero o magic-lever frágil. Bastaria perguntar para todos que já compraram um Seiko antigo, quantos estavam com problema de não carregar o automático porque as peças estavam moídas. Serão muito poucos.
Acredito que se bem lubrificado, a corda pela coroa não traz problemas. Mas se ficar décadas de revisão, e o dono gostar de dar corda todo dia, aí fica difícil. Então não acho que seja necessário um sistema que desacople o automático, embora concorde que fosse preferível, pois isso evitaria problemas, como disse o Sergio, com usuários que abusam do sistema. Aliás, isso é preferível para qualquer automático sem exceção. Não apenas pelo desgaste, mas pelo conforto. É duro pacas dar corda num automático de engrenagens, tipo ETA (do 2824) e tipo os Seiko 56xx. É um inferno. Os magic-lever também não são confortáveis (vejam o 6138), e isso acho que até desestimula o sujeito a abusar da corda.

Mas há outro problema com a corda pela coroa: o problema não é só o automático, mas o clique. Alías, acredito que o clique seja mais afetado do que o sistema do automático. Aquele clique que é uma alavanquinha, aquilo sofre. Com a corda pela coroa, sofre mas ainda. Já vi uns 2 Seiko com o clique simplesmente inoperante, porque sua trava foi serrada pelo rachet. E ali não tem lubrificação. O problema mesmo é que aquele clique não é apropriado para corda pela coroa. Então eu penso até que aquele clique tradicional da Seiko seja o que corra maior risco com a corda ela coroa. E pelo que me parece, esse aí usa aquele clique mesmo. E aí não tem saída, a manutenção não influi: se o cara abusar, depois de décadas ele pode ter problemas com o clique. Eu sinceramente acho que os Seiko tinham que tem um clique melhor, ainda mais se fôr aceitar corda pela coroa. Não custaria nada.

Uma dúvida: ainda não li nada sobre a freqüência dele. Espero que seja 28.800 bph, e acredito que sim. Mas se não fôr, aí ficarei bem decepcionado e para mim será mesmo apenas um 7S melhorado.
Será na verdade um "atalho" de marketing para as queixas dos fãs sobre a falta de hack e falta de corda pela coroa. Aí não adianta nada.
Acho que o simples fato de ter freqüência maior já elevaria o nível do movimento. Acho que poderia ter um regulador fino também. Em resumo, teria que ter pelo menos as mesmas características de um ETA 2824 básico.

Abraços!

Adriano


Once is an accident. Twice is coincidence. Three times is an enemy action.
   
Alberto Ferreira
Usuário Nivel 5

Postagens: 6645
Registro: 21/2/2003
Local: São Paulo - SP - Brasil
Idade: 62 anos
Status: online
Dados do Usuário  E-mail do Usuário não disponível  Usuário sem Página  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 22/10/2005 22:50:00  

Bem,...

Sendo a proposta a de um movimento "mid-grade", eu também ficaria decepcionado se ele fosse apenas um 7S "melhorado", com corda pela coroa (sem maiores elaborações) e hack.

Eu concordo com o Adriano com relação à clique e à freqüência.
Quanto ao regulador, já podemos ver que não foi implementado.

Mas, vamos aguardar para ver a Seiko tem algo "na manga".

Alberto Ferreira
   
Guilherme
Usuário Nivel 5

Postagens: 1549
Registro: 29/7/2005
Local: São Paulo - SP - Brasil
Idade: 32 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 23/10/2005 07:48:00  

Mensagem original postada por Adriano Eu gostei. Embora sou sincero que eu esperava mais. Na verdade a proposta é ele ser um calibre "mid-grade" e não um básico, sendo este o 7S. A idéia é ele ficar acima dos básicos, pois não havia opção: ou era o 7S, ou eram os Bightz que já pulavam para calibre 6S, 4S e etc.

Sobre a carga, não acho que seja algo muito preocupante. Como costumo ressaltar aqui, o problema não é o desenho do magic-lever, mas o abuso que os relógios sofrem. Com todos os tantos Seiko e Orient que já passaram pela minha mão, os que tenho na coleção, e os que tenho como sucata, só encontrei 2 com problemas graves na carga. Um foi resolvido aumentando a pressão na garra do magic-lever. Outro, um Seiko 6619, estava completamente moido mesmo, não tinha salvação senão trocar tudo. Acho que é uma estatística pequena, e o problema não é no sistema, mas a falta de manutenção somada com um uso intenso. A falta de manutenção por si só não causa problema. O Seiko de meu avô que funcionou 29 anos sem revisão, e o do meu pai que ficou 34 anos sem revisão, não possuiam qualquer desgaste. Estavam com o sistema funcionando perfeitamente. O problema é o relógio fica sem revisão e passar o tempo todo no braço de alguém com grande atividade. Aí o bicho pega mesmo, mas acho até que pegaria em qualquer relógio. Então não considero o magic-lever frágil. Bastaria perguntar para todos que já compraram um Seiko antigo, quantos estavam com problema de não carregar o automático porque as peças estavam moídas. Serão muito poucos.
Acredito que se bem lubrificado, a corda pela coroa não traz problemas. Mas se ficar décadas de revisão, e o dono gostar de dar corda todo dia, aí fica difícil. Então não acho que seja necessário um sistema que desacople o automático, embora concorde que fosse preferível, pois isso evitaria problemas, como disse o Sergio, com usuários que abusam do sistema. Aliás, isso é preferível para qualquer automático sem exceção. Não apenas pelo desgaste, mas pelo conforto. É duro pacas dar corda num automático de engrenagens, tipo ETA (do 2824) e tipo os Seiko 56xx. É um inferno. Os magic-lever também não são confortáveis (vejam o 6138), e isso acho que até desestimula o sujeito a abusar da corda.

Mas há outro problema com a corda pela coroa: o problema não é só o automático, mas o clique. Alías, acredito que o clique seja mais afetado do que o sistema do automático. Aquele clique que é uma alavanquinha, aquilo sofre. Com a corda pela coroa, sofre mas ainda. Já vi uns 2 Seiko com o clique simplesmente inoperante, porque sua trava foi serrada pelo rachet. E ali não tem lubrificação. O problema mesmo é que aquele clique não é apropriado para corda pela coroa. Então eu penso até que aquele clique tradicional da Seiko seja o que corra maior risco com a corda ela coroa. E pelo que me parece, esse aí usa aquele clique mesmo. E aí não tem saída, a manutenção não influi: se o cara abusar, depois de décadas ele pode ter problemas com o clique. Eu sinceramente acho que os Seiko tinham que tem um clique melhor, ainda mais se fôr aceitar corda pela coroa. Não custaria nada.

Uma dúvida: ainda não li nada sobre a freqüência dele. Espero que seja 28.800 bph, e acredito que sim. Mas se não fôr, aí ficarei bem decepcionado e para mim será mesmo apenas um 7S melhorado.
Será na verdade um "atalho" de marketing para as queixas dos fãs sobre a falta de hack e falta de corda pela coroa. Aí não adianta nada.
Acho que o simples fato de ter freqüência maior já elevaria o nível do movimento. Acho que poderia ter um regulador fino também. Em resumo, teria que ter pelo menos as mesmas características de um ETA 2824 básico.

Abraços!

Adriano


Olá amigos,

Adriano, o meu seiko cal. 4225 tem hack e corda pela corôa. Só dou corda nele quando pego na primeira vez (tipo umas 4 a 5 movimentos). E depois esqueço, até porque se o relógio é automático, não tem porque ficar dando corda todo o dia.

Nesse caso, será que pode ocorrer desgaste?

Um abraço, Guilherme.

   
Adriano
Usuário Nivel 5

Postagens: 9890
Registro: 13/8/2003
Local: São Paulo - SP - Brasil
Idade: 27 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino  Aniversário em 9/5
 Postado em 23/10/2005 12:36:00  

Não. Embora, um dos Seiko que vi justamente com o clique serrado foi um 4206, que é praticamente o mesmo calibre que o 4225. Aliás, pra mim é uma surpresa, pois não sabia que o 4225 tinha hack. Tem certeza que tem?

Do jeito que você faz não há problema. Mas se der corda todo dia, é grande a chance de daqui uns 20 anos ter problemas com o clique. De qualquer modo, é uma peça de 2 reais.

Abraços!

Adriano


Once is an accident. Twice is coincidence. Three times is an enemy action.
   
Luis
Usuário Nivel 3

Postagens: 336
Registro: 28/8/2003
Local: Recife - PE - Brasil
Idade: 59 anos
Dados do Usuário  E-mail do Usuário não disponível  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 23/10/2005 13:13:00  

Olá,

O calibre 4225 carrega pela coroa mas não tem hack.

Abraços,

Luis




Mensagem original postada por Adriano Não. Embora, um dos Seiko que vi justamente com o clique serrado foi um 4206, que é praticamente o mesmo calibre que o 4225. Aliás, pra mim é uma surpresa, pois não sabia que o 4225 tinha hack. Tem certeza que tem?

Do jeito que você faz não há problema. Mas se der corda todo dia, é grande a chance de daqui uns 20 anos ter problemas com o clique. De qualquer modo, é uma peça de 2 reais.

Abraços!

Adriano


   
Luis
Usuário Nivel 3

Postagens: 336
Registro: 28/8/2003
Local: Recife - PE - Brasil
Idade: 59 anos
Dados do Usuário  E-mail do Usuário não disponível  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 23/10/2005 13:13:00  

Olá,

O calibre 4225 carrega pela coroa mas não tem hack.

Abraços,

Luis




Mensagem original postada por Adriano Não. Embora, um dos Seiko que vi justamente com o clique serrado foi um 4206, que é praticamente o mesmo calibre que o 4225. Aliás, pra mim é uma surpresa, pois não sabia que o 4225 tinha hack. Tem certeza que tem?

Do jeito que você faz não há problema. Mas se der corda todo dia, é grande a chance de daqui uns 20 anos ter problemas com o clique. De qualquer modo, é uma peça de 2 reais.

Abraços!

Adriano


   
Luis
Usuário Nivel 3

Postagens: 336
Registro: 28/8/2003
Local: Recife - PE - Brasil
Idade: 59 anos
Dados do Usuário  E-mail do Usuário não disponível  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 23/10/2005 13:19:00  

Xii...!!! A mensagem saiu duplicada mas não foi por ênfase não ! Coisas atuais do forum mesmo !

Abraços,

Luis




   
Adriano
Usuário Nivel 5

Postagens: 9890
Registro: 13/8/2003
Local: São Paulo - SP - Brasil
Idade: 27 anos
Dados do Usuário  E-mail para o usuário  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino  Aniversário em 9/5
 Postado em 23/10/2005 14:46:00  

Também acho que não tem hack não.

Abraços!

Adriano


Once is an accident. Twice is coincidence. Three times is an enemy action.
   
Luis
Usuário Nivel 3

Postagens: 336
Registro: 28/8/2003
Local: Recife - PE - Brasil
Idade: 59 anos
Dados do Usuário  E-mail do Usuário não disponível  Página do Usuário  Mensagem Privada  Sexo Masculino
 Postado em 23/10/2005 15:01:00  

Tenho um com calibre 4225. Esse meu, de lançamento recente, NÃO TEM HACK !

Abraços,

Luis


   
 

2 ]